TONS VIBRANTES, TÊNIS E ESTAMPARIAS DE FRUTAS SÃO TENDÊNCIAS PARA O PRÓXIMO VERÃO

O verão 2018 será pintado de laranja, rosa, vermelho e amarelo. Nas estamparias, predominância de elementos do fundo do mar, folhagens, florais vintage e muita referência a frutas são os destaques da estação. Esse é o cenário apontado pelo Giro Moda: Alto Verão, evento promovido pelo Sistema FIRJAN que apresenta informações especializadas obtidas em pesquisas realizadas nas ruas e nos principais eventos e feiras de moda nacionais e internacionais.

 

A equipe de Moda da Federação destacou que as culturas latino-americana e africana, a estética da indumentária grega, o feito à mão, como os crochês e bordados, e ombros à mostra são algumas das tendências esperadas para o próximo verão. Uma novidade apresentada é a provável volta do biquíni asa delta, modelo que foi tendência nos anos 80.

 

Segundo Nathalia Coelho, analista técnica setorial da FIRJAN, a predominância de tons pastéis dará espaço para cores mais vibrantes e combinações mais marcantes, como rosa com vermelho, azul com marrom e roxo com amarelo: “Não será o fim dos tons mais pálidos; porém, eles perderão a sua força, muito acentuada nas últimas estações”.

 

Nos calçados, o tênis será destaque, principalmente com plataformas tratoradas. “Eles foram vistos em todas as partes da nossa pesquisa, assim como a manutenção da tendência dos abotinados e anabelas”, pontuou Eliana Andrello, especialista setorial de Joias, Calçados, Bolsas e Acessórios da Federação.

Sue Ellen Matthews, proprietária da marca social Karibu, que visa empoderar as mulheres da tribo Mbita, na zona rural do Quênia, participou do Giro Moda com intuito de entender melhor as tendências para as próximas estações.

 

“Os tecidos usados pela Karibu vêm de diversos países do continente africano, mas vendemos para o mercado brasileiro e produzimos no estado do Rio. Logo, é preciso ter essas informações para criar peças com ainda mais qualidade e de acordo com as demandas nacionais”, pontuou Sue Ellen.

 

Redes sociais

 

O setor da moda fica em primeiro lugar quando se trata de vendas online, e o e-commerce cresceu 7% durante a crise, tendo aumento de 22% no número de consumidores de 2015 para 2016, segundo dados da consultoria da Ebit. “Aliar o marketing digital com o mercado de roupas e acessórios pode ajudar a alavancar o setor, considerando a expectativa de 12% de crescimento no e-commerce em 2017”, destacou Ana Carla Torres, coordenadora de Moda da FIRJAN.

 

Maraysa Figueiredo, proprietária da Etc. & Digital, ressaltou importância da presença das marcas nas redes sociais, de modo a ter mais engajamento e interação com seu público-alvo. Ela elencou a utilidade de algumas estratégicas para ser eficiente nas principais plataformas online. “Enquanto o Facebook é melhor para passar informações institucionais e fazer SAC com os usuários, o Instagram é responsável por criar o desejo de compra no indivíduo”, explicou.

 

Maraysa afirmou ainda que as redes sociais estão em constante mudança e haverá cada vez mais a presença de vídeos, uso de realidade virtual, influenciadores da vida real e potencialização das vendas por essas mídias.

 

“O setor da moda é muito relevante para a nossa economia, empregando 172 mil pessoas diretamente no Rio e mais de 1,4 milhão no Brasil. O uso do e-commerce é mais uma ferramenta que potencializa os resultados do setor”, analisou Antonio Berenguer, diretor do Centro Industrial do Rio de Janeiro (CIRJ) e conselheiro da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

 

O Giro Moda: Alto Verão aconteceu na sede do Sistema FIRJAN, em 26 de julho. 

 

Fonte: Sistema FIRJAN

SINDICONF
Rua Visconde do Uruguai, nº 535/ 6º andar
Centro, Niterói, RJ. CEP: 24030-077
Tel: (21) 2622-2799
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Sindicato filiado ao:                 Apoio:

Copyright © 2017 SINDICONF - Todos os Direitos reservados - Desenvolvido por SENAI-RJ.